INSTRUMENTO DO CORPO

Texto de Andre Pesilva postado em 30/11/2019

O dedo bate na corda do violão. 

Bate uma saudade!

As mãos batem no tambor. 

Bate uma solidão!

Estou no som da dor.

Não há lamento no silêncio.

Coração, por que me inquietas com tantas paixões,

já não basta bater, para manter o meu corpo vivo?

Comentários (0)>>Clique aqui para comentar
Seja o primeiro a comentar.
Bornal das Letras - Portal do escritor J. Alves

© Copyright - www.bornaldasletras.com.br - Todos os direitos reservados.