Santo do dia

22 de Junho - S. João Fisher

1649-1535 – bispo e mártir .- “João” significa “O Senhor é misericordioso”.

João Fisher nasceu em Yorkshire, em 1649. Cursou teologia na Universidade de Cambridge, Inglaterra. Padre aos 25 anos, em 1494, reitor da Universidade de Cambridge e bispo de Rochester, em 1504. Levou vida austera, trabalhando com ardor em favor do seu povo. Costumava fazer várias e freqüentes visitas pastorais aos fiéis. Lutou ardorosamente contra os erros doutrinais de seu tempo. Opôs-se energicamente ao divórcio de Henrique VIII. Em conseqüên¬cia de sua postura irredutível, foi preso e lançado prisioneiro na Torre de Londres. Condenado à morte, foi decapitado em 1535. Antes de ser executado, dirigiu-se ao povo: "Vim aqui para morrer pela fé da Igreja Católica e de Cristo". Sua cabeça esteve exposta por 14 dias num poste na ponte de Londres.


TESTEMUNHAS DE NOSSOS TEMPOS

Arthur Machinnon * Sacerdote de Escarboro, amigo da juventude e dos pobres, morto em 1965, República Domicana.. Radicalmente contra as arbitrariedades do regime militar, mobilizou a comunidade contra as prisões de 37 pessoas pela Polícia e Guarda Nacional, no povoado de Monte Plata. Acusado de “comunista” e de “defensor dos rebeldes”, foi seqüestrado e assassinado quando se dirigia para atender a um falso pedido de socorro a um doente.

PRECE

DA LUTA PELA VIDA
Foto: Nilo Machado.
Deus, nosso Pai, jamais nos falte a coragem de lutar pela vida. Dai-nos seguir avante, com a certeza de que no tempo oportuno haveis de providenciar o nosso livramento. No cansaço, dai-nos alento, pois quando tardais já estais à porta. Nas dificuldades, arrastai-nos à superação, pois antes que vacilemos já nos levantais pelas mãos. No desânimo, firmai nosso olhar no horizonte e despertai nossos sonhos e ideais, pois antes que desfaleçamos já soprais sobre nós e resgatais nossas vidas. Nas desgraças e desaventos, nas tristezas e nos sofrimentos, ungi-nos por dentro e nossas forças reavei; o que nos feriu e nos machucou fazei
Foto: Divulgação. cair no esquecimento; nos momentos difíceis e dolorosos, não nos deixeis cair em desespero, mas dai-nos serenidade e paz de espírito; em todos os momentos, fazei-nos viver intensamente o presente e impulsionai-nos para frente. No fracasso, virai a página de nossa vida e dai forças para partirmos e buscar novos caminhos. No medo e apreensões, ensinai-nos a ler os sinais dos tempos em novas parições. Nas aflições, na angústia, exorcizai os maus presságios e aclarai os horizontes de nossa bem-aventurança. Em qualquer situação, tenhamos a coragem de sonhar e desafiar o desconhecido. Ficai conosco e jamais seremos vergados ou prostraremos vencidos.



Bornal das Letras - Portal do escritor J. Alves

© Copyright - www.bornaldasletras.com.br - Todos os direitos reservados.