Santo do dia

20 de Fevereiro - B. Tomás Pormort - S. Euquério

B. Tomás Pormort
ca. 1559-1592 - sacerdote  “Tomás” vem de “Tomé”, que em aramaico significa “gêmeos”.

Natural de Lincolnshire ou Hull, Inglaterra, foi para Roma em 1581, e lá estudou teologia. Em 1587, ordenou-se sacerdote, exercendo o cargo de prefeito dos estudos no Colégio Elvético. Não se sabe por que, em 1590 deixou a Itália, alcançou Bruxelas, mudou o nome para Whitgifte, vestiu-se de peregrino, e

Santo Euqueriozarpou para Londres, onde se encontrou com S. Roberto Southwell, que lhe deu roupas e dinheiro. Vivia com John Barwys, um comerciante por ele convertido, quando foi preso pelo “caçador de católicos”, Topcliffe. Lançado na Torre de Londres, foi torturado e executado em 1592, sob a acusação de ser padre e missionário, mas o principal motivo seria o de ter ele denunciado o caso amoroso de Topcliffe com rainda Elisabeth. Foi beatificado em 1987, por João Paulo II.

S. Euquério
ca. 690-738 - bispo e confessor

O bispo e confessor S. Euquério viveu em Órleans, por volta de 690. Teólogo, versado em Direito Canônico e Patrística, fez-se monge do mosteiro de Jumièges, às margens do rio Sena. Eleito bispo de Órleans, procurou restaurar a disciplina eclesiástica. Por intrigas palacianas e temendo a grande influência de S. Euquério, que o acusava de apropriar das rendas da Igreja para fins bélicos, Carlos Martelo exilou-o, em Colônia. No exílio, ga¬nhou o respeito e a estima de todos. Incomodado com a popularidade do Santo, Carlos Martelo quis confiná-lo numa prisão em Liège, o que não acabou acontecendo porque o duque Haspengau o tornou seu esmoler. Morreu no exílio, por volta do ano 738.

TESTEMUNHAS DE NOSSO TEMPO

Domingo Laín – Sacerdote-operário espanhol, assassinado em 1974, na Colômbia.

 

PRECE

DA RECONCILIAÇÃO

Deus, nosso Pai,

sois a fonte de todo bem.

Sois a Água Viva, que mata a sede de absoluto

do coração humano,

abrandai a sede dos que vos procura

com sinceridade (Jo 4,13s).

Sois a própria Ternura e a misericórdia.

Que vossa mensagem de amor

penetre nossas mentes e afaste

o que for discórdia e violência,

vingança e orgulho.

Sois a própria Verdade.

Busquemos em vós o discernimento,

a clareza nos julgamentos,

para que procedendo com retidão,

obtenhamos de vós, neste dia e sempre,

o afastamento de toda desgraça

e o livramento de todos os males físicos

e morais que nos possam atingir.

Pelo vosso poder, ó Jesus,

o que for doentio se regenere;

o que for dividido se recomponha;

o que estiver perdido seja encontrado;

o que for temor e medo se esvaneçam;

o que for frágil se fortaleça;

o que não tiver jeito se esclareça,

o que estiver desenganado prontamente se restabeleça.

Mas em tudo desejemos ardentemente

a reconciliação e a paz interior.



Bornal das Letras - Portal do escritor J. Alves

© Copyright - www.bornaldasletras.com.br - Todos os direitos reservados.