Santo do dia

4 de Agosto - S. João Maria Batista Vianney - S. Aristarco

S. João Maria Batista Vianney
1786-1859 - presbítero “João” significa “o Senhor é misericordioso”.
Natural de Lião, França. Ao se decidiu pelo sacerdócio, João Vianney esbarrou-se na dificuldade dos estudos, mas graças à oração e perseverança pôde superar a ignorância que parecia invencível. Ordenado sacerdote (3/8/1815), exerceu o ministério sacerdotal no até então pobre e desconhecido povoado de Ars, formado por gente simples, indiferente da religião. Buscou na vida de penitência, oração e caridade, a força para pregar e promover a renovação da vida cristã no lugarejo. Arrastado pelo exemplo do Cura d’Ars, o povo, inicialmente discrente, começou participar ativamente da vida paroquial, da liturgia, dos sacramentos e das iniciativas sociais. Além do dom da cura e do discernimento, tinha também o dom de ler o íntimo das pessoas. Sua fama logo ultrapassou os limites de Ars, atraindo milhares de pessoas que a ele acorria para receber uma palavra de consolo.



S. Aristarco

séc. I – confessor - "Aristarco" quer dizer "soberano", "chefe distinto".

De Tessalônica, Macedônia, Aristarco foi convertido por Paulo. Esteve a seu lado nos momentos difíceis, sobretudo durante a confusão que os comerciantes de Éfeso armaram contra o Apóstolo, pois viam nele uma séria ameaça a seus negócios (At 19,29). "Foram seus companheiros de viagem: Sópatro, Aristarco, Segundo, Gaio e Timóteo (At 20,44ss). Aristarco esteve ao lado de Paulo quando este foi levado prisioneiro à Roma e com ele ficou na prisão (At 27,1-2 e Cl 4,10).

TESTEMUNHAS DE NOSSOS TEMPOS


Alirio Napoleon Macias * Sacerdote, comprometido com os pobres de El Salvador, assassinado em 1979.


En
rique Angelelli * Bispo de La Roja, Argentina, profeta, denunciou publicamente os assassinos de leigos e sacerdotes, morto em 1979 num acidente suspeito.




PRECE

DA VIDA RENOVADA
Foto: Divulgação.
Deus nosso Pai, a vossa Palavra tem o poder de transformar nossos corações tantas vezes sufocados por desilusões e vazios de paz. Vossa Palavra tem o poder de corrigir nossas estreitas posturas mentais, nossa falta de discernimento, nossa cegueira espiritual. Vossa Palavra tem o poder de sarar nossas feridas e debelar nossas enfermidades. Dai-nos, Senhor, o entendimento de que, diante de vós, valemos mais que um punhado de dinheiro, uma porção de bens materiais ou pouco do brilho transitório da glória e do poder. Fazei-nos compreender que ganhar a vida em plenitude é perdê-la, é gastá-la na gratuidade em favor do bem e da justiça. Libertai-nos pois de tudo o que nos prende e nos sufoca, nos entristece e nos enche amargura, nos aflige e apavora, nos intimida e nos retrai. Aclarai nossa visão para que enxerguemos a realidade das coisas materiais e espirituais.



Bornal das Letras - Portal do escritor J. Alves

© Copyright - www.bornaldasletras.com.br - Todos os direitos reservados.